ELIMINAR HEMORROIDAS: Tudo Sobre Cirurgia Hemorroidectomia

Tudo sobre cirurgia para hemorroida

A hemorroidectomia é uma cirurgia para remover hemorroidas. Você receberá anestesia geral ou anestesia espinhal para que você não sinta dor.

As incisões são feitas no tecido ao redor da hemorroida. A veia inchada dentro da hemorroida é amarrada para evitar o sangramento e a hemorroida é removida. A área cirúrgica pode ser costurada fechada ou aberta. A gaze medicada cobre a ferida.

VEJA TAMBÉM: Comprimidos Para Hemorroidas

A cirurgia pode ser feita com uma faca (bisturi), uma ferramenta que usa eletricidade (lápis cauterino) ou um laser.
A operação geralmente é realizada em um centro cirúrgico. Você provavelmente irá para casa no mesmo dia (paciente ambulatorial).

Existe um procedimento que usa um dispositivo de grampeamento circular para remover o tecido hemorroidal e fechar a ferida. Nenhuma incisão é feita. Neste procedimento, a hemorroida é levantada e depois “grampeada” de volta ao lugar no canal anal.

Esta cirurgia é chamada de hemorrhoidopexia grampeada. As pessoas que fizeram uma operação de grampeamento podem ter menos dor após a cirurgia do que as pessoas que possuem a tradicional cirurgia de hemorroidas.

Mas a cirurgia grampeada é mais cara. E as pessoas que fazem uma cirurgia grampeada são mais propensas a ter hemorroidas de novo e precisar de uma nova cirurgia.

A hemorroidectomia guiada por Doppler é um procedimento que usa um escopo com uma sonda especial para localizar as artérias hemorroidais de modo que menos tecido seja removido.

Alguns estudos mostram que é menos doloroso, mas são necessários mais estudos de longo prazo para compará-lo com outros procedimentos.

O que esperar após a cirurgia

A recuperação leva cerca de 2 a 3 semanas.

 

Cuidados antes de ir para casa após a cirurgia

Logo após a cirurgia, quando você ainda estiver sob anestesia, você receberá um anestésico local de ação prolongada. Deve durar de 6 a 12 horas para proporcionar alívio da dor após a cirurgia.

Se você não vai ficar durante a noite no hospital após a cirurgia, você vai deixar somente depois que a anestesia desaparecer e você urinar.

A incapacidade de urinar (retenção urinária) às vezes ocorre por inchaço (edema) nos tecidos ou no espasmo dos músculos pélvicos.

Alguém deve levá-lo para casa.

 

Cuidados após a cirurgia

– Você pode esperar alguma dor após a cirurgia. Se o seu médico lhe deu um remédio para a dor, tome-o conforme prescrito. Pergunte ao seu médico quais medicamentos de venda livre são seguros para você.

– Alguns sangramentos são normais, especialmente com a primeira eliminação de fezes após a cirurgia.

– Durante alguns dias após a cirurgia, beba líquidos e coma uma dieta suave (arroz simples, banana, torrada ou biscoito seco, compota de maçã). Então você pode retornar a alimentos regulares e aumentar gradualmente a quantidade de fibra em sua dieta.

– Você pode aplicar medicamentos anestesiados antes e depois das evacuações intestinais para aliviar a dor.

– Os pacotes de gelo aplicados na área anal podem reduzir o inchaço e a dor.

– Os banhos frequentes em água morna (banhos de assento) ajudam a aliviar a dor e os espasmos musculares.

– Alguns médicos podem recomendar que você tome um antibiótico (como o metronidazol) após a cirurgia para prevenir a infecção e reduzir a dor.

– Os médicos recomendam que você tome os adoçantes de fezes que contenham fibras para ajudar a fazer seus movimentos intestinais suavizar. A tensão durante os movimentos intestinais pode fazer hemorroidas voltar.

– Os exames de acompanhamento com o cirurgião geralmente são feitos 2 a 3 semanas após a cirurgia para verificar se há problemas.

A hemorroidectomia é apropriada quando você tem:

– Hemorroidas internas grandes.
– Hemorroidas internas que ainda causam sintomas após o tratamento não cirúrgico.
– Grandes hemorroidas externas que causam desconforto significativo e tornam difícil manter a área anal limpa.
– Tanto as hemorroidas internas como externas.
– Tiveram outros tratamentos para hemorroidas (como a ligadura da tira de borracha) que falharam.

 

Como a cirurgia funciona

A cirurgia costuma curar uma hemorroida. Mas o sucesso a longo prazo da cirurgia de hemorroidas depende muito de quão bem você é capaz de mudar seus hábitos intestinais diários para evitar constipação e esforço.

Cerca de 5 em cada 100 pessoas têm hemorroidas após a cirurgia.

 

Riscos da cirurgia para hemorroida

Dor, sangramento e incapacidade de urinar (retenção urinária) são os efeitos colaterais mais comuns da hemorroidectomia.

Outros riscos relativamente raros incluem o seguinte:

– Sangramento da área anal.
– Coleta de sangue na área cirúrgica (hematoma).
– Incapacidade de controlar o intestino ou a bexiga (incontinência).
– Infecção da área cirúrgica.
– Fezes presas no canal anal (impactação fecal).
– Problemas tardios.
– Estreitamento (estenose) do canal anal.
– Recorrência de hemorroidas.
– Uma passagem anormal (fístula) que se forma entre o canal anal ou retal e outra área.
– Prolapso retal, que acontece quando o revestimento retal desliza para fora da abertura anal.

O sucesso da hemorroidectomia depende muito da sua capacidade de fazer mudanças em seus hábitos intestinais diários para facilitar a transição de fezes.

A hemorroidectomia pode fornecer melhores resultados a longo prazo do que procedimentos que cortam o fluxo sanguíneo para hemorroidas (procedimentos fixativos). Mas a cirurgia é mais dispendiosa, tem maior risco de complicações, e geralmente é mais dolorosa.

A maioria das hemorroidas internas melhora (eles ficam menores e diminui o desconforto) tanto com tratamento domiciliar quanto com procedimentos fixadores. Qua

ndo comparados com a cirurgia, os procedimentos fixadores envolvem menos risco, são menos dolorosos e exigem menos tempo de trabalho e outras atividades.

A cirurgia não é recomendada para pequenas hemorroidas internas (a menos que você também tenha grandes hemorroidas internas ou hemorroidas internas e externas).

As láseres são frequentemente anunciadas como sendo um método menos doloroso e de cura mais rápida para remover hemorroidas.

Mas nenhuma dessas afirmações foi comprovada. Lasers são mais caras do que as técnicas tradicionais. O procedimento demora mais, e isso pode causar danos nos tecidos profundos.